Unitrabalho
PROGRAMA MULTIDICIPLINAR DE ESTUDOS E PESQUISAS SOBRE O TRABALHO E OS MOVIMENTOS SOCIAIS
Facebook UEM UEM

Notícias

IV Colóquio Mercado Institucional de Alimentos e Economia Solidária
Curso de extensão : Introdução à Economia Solidária
18/09/2013

 

 

O Núcleo/Unitrabalho UEM oferecerá o curso de extensão: Introdução à Economia Solidária que tem como objetivo disseminar conhecimentos básicos, estimular debates sobre a economia Solidária além de proporcionar conhecer experiências de economia solidária. Por meio da reflexão sobre as diversas manifestações da relação entre teoria e prática.

Ele será ministrado pelas técnicas da Unitrabalho Maria Adélia Alves Sousa e Caroliny Cristiny Trajano, todas terças-feiras das 17:30 às 19:30.

O curso possui seis módulos no total, compreendo um módulo por dia. Os módulos são:
Refletindo sobre à exclusão - 30/05 
Refletindo sobre às relações de trabalho - 06/06 
Por que outra economia ? - 13/06 
Construindo outra economia - 20/06 
Cooperativismo - 27/06 
Como contribuir para fortalecer uma economia à serviço da vida ? - 04/07 

Inscrições limitadas.

Para receber o certificado de horas extra curriculares é necessário a participação mínima de 75% do total do curso. Vale 12 hrs.

CONVITE: Reunião do Fórum Lixo e Cidadania
18/09/2013

Convite a todo comunidade para participar da próxima Reunião do Fórum Lixo e Cidadania do Noroeste do Paraná, que acontecerá no dia 22 de maio de 2017, às 18:30, na Universidade Estadual de Maringá - UEM no Auditório do bloco C67, Avenida Colombo, 5790.

PAUTA:

1)Exposição sobre processo de elaboração do Plano Municipal de Resíduos de Maringá;

2)Apresentação do Projeto Engenheiros sem Fronteiras;

3)Apresentação sobre a tecnologia de Biodigestão;

4)Assuntos e informes gerais.

A reuniãoé aberta a toda comunidade e será emitido certificado de participação. 

Edital de seleção CAJUES
18/09/2013

O Núcleo Incubadora Unitrabalho – UEM abre Edital de seleção para o Projeto CAJUES.

Este projeto faz parte do Programa Universidade Sem Fronteiras, da SETI – PR, e fornece vagas para 02 (dois) profissionais recém formados e 01 (um) estudante de graduação das áreas de Ciências Sociais Aplicadas.

Sobre o projeto:

  • Período de vigência de 12 meses;
  • Início previsto para Janeiro de 2017.

Documentos necessários:

  • Cópia do RG e CPF;
  • Link do currículo Lattes;
  • Fotocópia do cartão de conta bancária do Banco do Brasil;
  • Cópia do certificado de conclusão de curso (para profissionais recém formados);
  • Cópia do comprovante de matrícula da UEM (para granduandos).

As inscrições deverão ser feitas durantes o período de 16 a 25 de novembro no Núcleo Incubadora Unitrabalho – UEM, localizado no bloco A01, sala 08.

Unitrabalho/UEM em parceria com Unimed Maringá ministra oficina de produtos a base de citronela
18/09/2013

No dia 24/02/2016 a Unitrabalho/UEM participou e ministrou a oficina "Plantando Saúde: produtos à base de citronela", promovido pela Unimed Maringá no auditório da cooperativa médica, o qual reuniu diversos colaboradores e convidados interessados, como a Secretaria da Saúde de Maringá, a Secretaria da Mulher, entre outros.

A oficina foi feita com o intuito de apoiar e orientar a população no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, Zika vírus e a febre Chikungunya, por meio de receitas caseiras do beneficiamento da citronela, utilizando-a para fazer repelentes, velas e desinfetantes, visto que a citronela é uma planta aromática popularmente conhecida por seu efeito repelente quando se pretende afastar mosquitos.

 

Assembleia de Constituição da Coprofap
18/09/2013

No dia 06/01/2016 ocorreu a Assembleia de Contistuição da Cooperativa dos Produtores Familiares de Paiçandu - COPROFAP. A Unitrabalho/Uem acompanhou e auxiliou os produtores em todo o processo de constituição da mesma, assim como contou com o apoio da Emater de Paiçandu e a Prefeitura Municipal.

A Coprofap foi constituida com o objetivo de fortalecer os pequenos agricultores da região de Paiçandu,  no sentido de proporcionar melhores condições de trabalho, dando acesso a diversos mercados de comercialização inclusive os mercados institucionais, PAA e PNAE, maior poder de negociação de compra e venda, e melhoria de renda.

A Cooperativa faz parte dos novos empreedimentos (EES) incubados pela Unitrabalho/UEM.

Colóquio: “Economia Solidária do Campo: perspectivas de fortalecimento do campo”, UNEMAT
18/09/2013

Nos dias 12 a 14 de novembro de 2015, ocorreu o Colóquio cujo tema era “Economia Solidária do Campo: perspectivas de fortalecimento do campo” na Universidade do Estado de Mato Grosso – UNEMAT, na cidade de Cáceres, Mato Grosso.

A Professora Dra. Maria Nezilda Culti, integrante da equipe Unitrabalho/UEM, foi convidada para participar como palestrante do Colóquio e ministrar um módulo de especialização da Universidade.

O evento ocorreu no Auditório Edival dos Reis – Cidade Universitária – Atividade Integrada à JORNEDUC. Então, no dia 12 de novembro, a Professora Maria Nezilda palestrou no colóquio e no dia 13 de novembro houve uma mesa redonda com a equipe do Núcleo/Incubadora da UNEMAT, a qual foi discutida assuntos relacionados a Incubadora, processos de incubação e Economia Solidária.

Estavam presentes no evento o professor Dr. Leonir Amantino Boff, a professora Esp. Maria José de Souza Gomes e o professor Dr. Laudemir Luiz Zart, este coordenador do Núcleo/Incubadora Unitrabalho e da Incubadora de Empreendimento Econômicos Solidários e Sustentáveis – INCUBEESS da UNEMAT.

Além disso, nos dias 12, 13 e 14 de novembro, a Professora Maria Nezilda ministrou o módulo de Economia Solidária II, no curso de especialização de Economia Solidária e Políticas Públicas, na UNEMAT.

 

Implantação de tecnologia social: Estufa de Bambu
18/09/2013

A preocupação dos agricultores protegerem as suas plantas, principalmente durante os períodos climáticos mais adversos, é o principal fator para que sejam utilizadas as estufas.  A utilização do bambu na estrutura de estufas vai de encontro ao enfoque agroecológico, por se tratar de uma planta que produz suas taquaras anualmente sem necessidade de replantio. Além de servir como matéria prima para os mais diversos tipos de construção, o bambu pode ser utilizado em benefício do agroecossistema, protegendo mananciais e encostas, evitando erosão e atuando como quebra-ventos.

Deste modo, a bioconstrução busca desde o planejamento até a execução, o máximo aproveitamento dos recursos disponíveis com o mínimo de impacto no meio ambiente, aliado ao baixo investimento quando comparado com modelos de estufas convencionais.

Este modelo de estufa foi construído em uma unidade demonstrativa situada no Assentamento Rural Marajó, no município de Quinta do Sol, entre os dias 11/08/2015 a 21/08/2015. A estufa foi implantada em conjunto entre os técnicos da Unitrabalho/UEM e a família que reside na propriedade. Esta família já produz hortaliças e entrega na Feira Permanente da Reforma Agrária - Cooperivaí na cidade de Quinta do Sol, e com a estufa ecológica, agora, além da horta, eles poderão produzir suas próprias mudas e cultivar espécies que sejam mais sensíveis as intempéries climáticas.

Assembleia de Constituição da Cooperambiental
18/09/2013

No início da tarde do dia 13 de agosto de 2015, a equipe Unitrabalho – Uem participou e assessorou da Assembleia de Constituição da Cooperambiental, uma das mais novas incubadas pela Unitrabalho.

A Cooperambiental é uma cooperativa de coletores de recicláveis, baseada na colaboração recíproca entre seus cooperados e no cooperativismo autogestionário, tendo como objetivo desenvolver, assegurar e defender os direitos e interesses de seus cooperados, propondo reintegrá-los ao mercado de trabalho, além de desenvolver atividades educativas relacionadas a preservação do meio ambiente e a implantação de modelos de desenvolvimento ecologicamente sustentáveis junto com os cooperados e as comunidades do município de Maringá e região.

Com sua constituição os coletores contarão com mais representatividade frente ao atual mercado competitivo do setor de reciclagem a fim de melhorar a qualidade de vida e aumentar suas respectivas rendas.

Entrega da DAP Jurídica da Cooperivaí
18/09/2013

No dia 04 de agosto de 2015, a equipe da Unitrabalho – Uem participou junto com os cooperados da Cooperivaí, no município de Quinta do Sol, do evento promovido pela Emater, cujo objetivo foi a entrega da DAP Jurídica da Cooperivaí, um dos empreendimentos incubados pela Unitrabalho – Uem.

Além disso, foram discutidos e apresentados pelos técnicos da Emater problemas decorrentes de pragas na lavoura, empréstimos rurais, dentre outras orientações nesse contexto.

14ª Jornada de Agroecologia
18/09/2013

A Unitrabalho/UEM participou e apresentou oficinas na 14ª Jornada de Agroecologia, que ocorreu nos dias 22 a 25 Julho de 2015, em Irati - Pr, reunindo participantes de diversas regiões do Brasil. A Jornada é um evento importante para a troca de experiências sobre o meio rural e produção agroecológica e de fortalecimento  na construção de um projeto popular e soberano para a agricultura.

Os integrantes da Unitrabalho/UEM apresentaram a oficina: "A produção de alimentos artesanais como uma alternativa de geração de renda no meio rural", no qual foi abordado os cursos realizados nos assentamentos rurais do noroeste do Paraná e que contribuem para a geração e fomento de renda dos grupos atendidos.

 

Implantação de tecnologia social: Horta Mandala
18/09/2013

A equipe do Núcleo/Unitrabalho- UEM estiveram entre os dias 08 a 16 de junho de 2015 em uma de suas Unidades de Referência, localizada no Assentamento Rural Norte-Sul, no município de Santo Inácio, para implantar uma tecnologia social conhecida como Horta Mandala.

A Horta Mandala ganhou atenção na década de 1970, com o movimento de permacultura, o qual preconizava outra forma de dispor as espécies vegetais, levando em consideração o ecossistema. A horta é composta por caminhos devidamente projetados, para facilitar o manejo, a irrigação e a colheita, sendo que seus canteiros são dispostos em círculos e não em linhas retas. Os compostos orgânicos repõem os nutrientes dos canteiros e a cobertura vegetal mantém a umidade e protege o solo das intempéries.

Este sistema produtivo se apresenta como uma boa alternativa para o pequeno produtor, pois pode ser implantado em áreas pequenas e pode ser integrada com outros processos produtivos dentro da propriedade rural, além de possuir menores custos de produção quando comparada com hortas tradicionais, proporcionando assim comida e renda para a agricultura familiar.

Nesta unidade, o proprietário já trabalhava com frangos, então, optou-se por consorciar a Horta Mandala com um galinheiro no centro dela, construído para comportar as galinhas poedeiras do sítio. Já na parte de irrigação, uma cisterna armazena água da chuva abastecendo todos os canteiros, fazendo que haja uma integração dos processos produtivos os quais o produtor possui.

Curso de Caldas Alternativas em Poema
18/09/2013

Foi realizado no dia 26 de maio de 2015, pela equipe da Unitrabalho/Uem, o curso de caldas alternativas, dessa vez no distrito de Poema, no município de Nova Tebas -Pr, com os diversos produtores da região, inclusive os cooperados da Cooperatvama.

O curso de caldas alternativas foi feito com intenção de desvincular a dependência de agrotóxicos dos produtores, estimular e orientar o uso desses defensivos alternativos para pragas e doenças na lavoura, capacitar os produtores para preparar e aplicar essas caldas, fortalecer a agricultura ecológica e consequentemente gerar produtos com mais qualidade. Além disso é uma alternativa mais econômica que os fertilizantes e pesticidas convencionais, não causam impactos ao meio ambiente e à saúde, e podem também ser empregados amplamente na agricultura orgânica.

O curso foi dividido em parte teórica e prática. Na parte teórica foram abordadas questões de introdução aos princípios Agroecológicos; Princípios da proteção de plantas; Princípios da nutrição mineral das plantas. Na parte prática foram preparadas as Caldas Minerais, Extratos Vegetais e Biofertilizantes.

O curso contou com a participação de cerca de 12 produtores.

zendo a viabilidade econômica sem os impactos ao meio ambiente e saúde humana.razendo a viabilidade econômica sem os impactos ao meio ambiente e saúde humana.razendo a viabilidade econômica sem os impactos ao meio ambiente e saúde humana.razendo a viabilidade econômica sem os impactos ao meio ambiente e saúde humana.

Curso de Boas Práticas e Manipulação de Alimentos
18/09/2013

 

No dia 16 de maio de 2015 a equipe da Unitrabalho/UEM realizou o curso de Boas Práticas e Manipulação de Alimentos na associação do assentamento Salete Strozack aonde também houve a participação de outro assentamento, o Norte Sul.

 O curso teve como objetivo implantar o conceito de segurança alimentar, sensibilizando os produtores para as boas práticas de higiene, manipulação e armazenagem de alimentos, fornecendo, assim, os fundamentos necessários para que os produtores possam comercializar seus produtos visando seu aumento de renda.

Curso de Caldas Alternativas em Quinta do Sol
18/09/2013

O agricultor muitas vezes opta pela utilização de pesticidas químicos. Estes pesticidas além de ser extremamente nocivos a saúde humana, intensificam o desequilíbrio, prejudicam o meio ambiente e muitas vezes levam o agricultor a um ciclo de dependência desses produtos, onerando a atividade produtiva.

Com a intenção de desvincular o produtor desta dependência com agroquímicos, o Curso propõe alternativas para proteção dos cultivos agrícolas assim como para a melhoria da fertilidade dos solos por meio das Caldas Alternativas que podem ser amplamente empregadas na agricultura orgânica, trazendo a viabilidade econômica sem os impactos ao meio ambiente e saúde humana.

Assim, foi realizado por membros da Equipe Unitrabalho no dia 07 de maio de 2015, o Curso de Caldas no Sitio do produtor Valdivino, localizado no município de Quinta do Sol-PR. O público alvo do curso foram os produtores da agricultura familiar e da reforma agrária da região de Quinta do Sol e Peabiru.

O objetivo do curso foi realizar a capacitação dos produtores a prepararem e aplicarem as caldas corretamente; Incentivo ao uso de caldas alternativas; Redução do uso de agrotóxicos nos cultivos convencionais; Fortalecimento da agricultura ecológica; Geração de produtos de maior qualidade.

O curso foi dividido em parte teórica e prática. Na parte teórica foram abordadas questões de introdução aos princípios Agroecológicos; Princípios da proteção de plantas; Princípios da nutrição mineral das plantas. Na parte prática foram preparadas as Caldas Minerais, Extratos Vegetais e Biofertilizantes.

O número de participantes no curso foi de 15 produtores.

 

II COLÓQUIO DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL E MERCADO INSTITUCIONAL DE ALIMENTOS
18/09/2013

Integrantes da equipe Núcleo/Incubadora Unitrabalho da UEM participaram do "II Colóquio de Desenvolvimento Territorial e Mercado Institucional de Alimentos" realizado nos dias 23 e 24 de abril em Santarém-Pará.

No dia 23/04/2015  houve a  participação da Profa. Coordenadora da Incubadora, Maria Nezilda Culti, da Mesa Redonda no "II Colóquio de Desenvolvimento Territorial e Mercado Institucional de Alimentos", com o tema: “A importância da extensão universitá- ria no desenvolvimento territorial”.

No dia 24/04/2015 houve a realização de um mini-curso: “PAA e PNAE: institucionalidade e a realidade operacional na prática.” – Ministrantes: Arthur de Canini (UEM) e Gheysa Pinto (UEM).

E também no dia 24/04/2015 houve a realização de um mini-curso:  "Políticas Públicas e Metodologia de Incubação de Empreendimentos Solidários" -  Prof. Dr. Armando Lírio e Prof. Drª. Nezilda Culti.

Panificação Artesanal - Assentamento Norte-Sul
18/09/2013

Nos dias 10 e 11 de abril de 2015 foi realizado no Assentamento Norte Sul, localizado no  município de Santo Inácio, o curso de Panificação Artesanal.

O curso teve como objetivo orientar as produtoras do meio rural sobre as receitas que os ingredientes são produzidos na própria propriedade,  melhorar a alimentação e nutrição das famílias assentadas  e promover a geração de renda através da comercialização dos produtos.

E que através deste curso as mulheres do assentamento possam conquistar novos espaços, e buscar alternativas para complementar a renda da agricultura familiar e a melhoria da qualidade de vida de suas famílias.  

Lixo reciclável recolhidos pelo Núcleo/Incubadora Unitrabalho-UEM é encaminhado as cooperativas
18/09/2013

A partir deste mês, teremos separação do lixo reciclável no bloco A01, em frente nossas salas 06 e 08. Todo o lixo recolhido será direcionado às cooperativas de reciclagem de Maringá e região, as quais incubamos.

  • Conscientização da população sobre a reciclagem

A Núcleo Incubadora UNITRABALHO apoiou as cooperativas de reciclagem de Maringá e região, as quais incubamos, na conscientização da população sobre a reciclagem, esclarecendo o que é reciclável e o que não é, e determinando o dia em que fazem a coleta naquele bairro, dada a importância de só colocar o lixo na rua, para a coleta, no dia exato em que o caminhão passa, para evitar que o material tome chuva, entre outros motivos.

Curso de Derivados de Leite
18/09/2013

Nos dias 27 e 28 de março 2015 membros da equipe da Incubadora Unitrabalho/UEM realizou no Assentamento Salete Strozak, município de Itaguajé, o Curso de Derivados de Leite.

O curso teve como finalidade promover e desenvolver produtos derivados do leite utilizando boas práticas de higiene, formação profissional, social e a geração de renda aos assentados.

Recuperação e Proteção de Nascente em Propriedade Rural no Município de Jandaia do Sul
18/09/2013

Integrantes da Equipe Unitrabalho participaram do curso de “Recuperação e Proteção de Nascente em Propriedade Rural”, no Município de Jandaia do Sul.

O método utilizado na recuperação consiste em limpar o entorno das nascentes manualmente retirando materiais orgânicos como raízes, folhas, galhos e lama. Na sequência mistura-se o solo peneirado e o cimento para a feiturado solo-cimento numa proporção de 6x1 delimitando a estrutura de proteção e fazendo a barragem, em seguida coloca-se a pedra rachão (preencher toda nascente) e instalam-se as tubulações. A cabeceira é vedada com o solo-cimento também. As pedras têm o objetivo de filtrar a água. As tubulações servem para permitir o escoamento da água e serão dispostas conforme sua função: uma tubulação de 50mm para receber prévio tratamento com água sanitária é instalada na parte superior da nascente, cujo objetivo é que o agricultor faça semestralmente uma desinfecção utilizando água sanitária. Uma tubulação de 50mm com redução para ½ polegada enviará água para consumo, outra tubulação de 50 mm é instalada de 15 cm a 20 cm acima da anterior, tendo a função de extravasor (ladrão) e a tubulação que servirá para esgotar a nascente no período da desinfecção semestral deve ser de 100 mm para agilizar o processo de escoamento.

A estrutura protetora das nascentes tem como objetivo evitar a contaminação, sobretudo da água de beber, já em sua origem, quer por partículas de solo ou por matéria orgânica oriunda das plantas circunvizinhas, insetos e outros.

Nota-se que a proteção e recuperação das nascentes trazem benefícios não apenas para a saúde das pessoas ou mesmo para o saneamento básico mas ela se estende principalmente para a proteção dos recursos hídricos. Com os benefícios ambientais e a melhoria da vazão e qualidade da água, as pequenas propriedades rurais se beneficiam de diversas formas, captando a água para irrigação de hortaliças, no abastecimento de bebedouros para animais e até para o consumo humano.

Com a intensiva mecanização agrícola que ocorreu a partir da década de 80, as nascentes de água sofreram com o processo de assoreamento. A vegetação que compõe a mata ciliar, que é essencial para a preservação destas nascentes, foi severamente destruída, e até mesmo eliminada em certos locais, provocando o desaparecimento de inúmeras nascentes. Casos de eliminação de minas d’água para aproveitamento de áreas para implantação da agricultura eram comuns, deixando famílias e animais, residentes na zona rural, sem o fornecimento de água potável.

As nascentes são enquadradas tecnicamente como área de preservação permanente (APP) e são áreas protegidas pelo Código Florestal (Lei n°. 4.771, de 15 de setembro de 1965). Essas áreas cobertas ou não por vegetação nativa que estão localizadas ao longo das margens dos rios, córregos, lagos, lagoas, represas e nascentes têm a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade, a biodiversidade, o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas.

Curso de “Panificação Artesanal”
18/09/2013

Com o objetivo de levar aos produtores  e familiares novos conhecimentos, ampliar a renda e a produtividade de várias famílias no assentamento Salete Strozak, município de Itaguajé, a membros da equipe da Incubadora Unitrabalho/UEM em parceria com o SENAR, realizou nos dias 27 e 28.02.2015 o curso de “Panificação Artesanal” na Associação do Assentamento com duração de 16 horas/aulas.

Durante o curso, procuramos envolver os agricultores na produção de produtos panificáveis que ainda mantém as características da agricultura familiar e que buscam utilizar boa parte dos produtos produzidos nas propriedades.

Oficina Panificação no Assentamento Salete Strozak
18/09/2013

Buscando levar novos conhecimentos aos produtores rurais e ampliar a renda, principalmente dos que atuam na agricultura familiar, a Incubadora Unitrabalho/UEM está proporcionando diversos cursos para ampliar a produtividade de várias famílias nos assentamentos atendidos pelos seus projetos. O curso de Panificação foi realizado em Itaguajé-PR no Asentamento Salete Strozak nos dias 06 e 07 de fevereiro de 2015. Com o objetivo de fortalecer a economia local, organizar, construir, articular e consolidar os produtores rurais, visando a sustentabilidade do pequeno produtor, buscando melhor qualidade de vida e valorizar o potencial do pequeno agricultor. 

I Colóquio Desenvolvimento Territorial e Mercado Institucional de Alimentos e no IV Seminário Desenvolvimento Territorial e Mercado Institucional de Alimentos no Baixo Tocantins
18/09/2013

Participação do Núcleo/Incubadora Unitrabalho da UEM na realização do I Colóquio Desenvolvimento Territorial e Mercado Institucional de Alimentos e no IV Seminário Desenvolvimento Territorial e Mercado Institucional de Alimentos no Baixo Tocantins, com a Universidade Federal do Pará (UFPA)/Programa Assessoria Técnica para Elaboração e Gestão de Projetos Sociais voltados para o Mercado Institucional do Território da Cidadania do Baixo Tocantins e na Região de Salgado, Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Pará (IFPA)/Campus Castanhal/Programa Incubadora Tecnológica de Desenvolvimento e Inovação de Cooperativas e Empreendimentos Solidários (INCUBITEC), Incubado ra de Empreendimentos Econômicos e Sustentáveis Solidários (INCUBEES-UNEMAT-Campus Cáceres).

Nos dias 02 e 03/12/2014  houve a  participação da Profa. Coordenadora da Incubadora como Palestrante,Maria Nezilda Culti, no I Colóquio Desenvolvimento Territorial e Mercado Institucional de Alimentos, com o tema: “Pesquisa e Extensão Universitária Inovadora na perspectiva de fortalecimento do Mercado Institucional de Alimentos”, na Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém (Pará).

No dia 03/12/2014 houve a realização de um Minicurso: “PNAE e PAA: Institucionalidade e a realidade operacional na prática”, ministrantes: Arthur de Canini Cezar e Gheysa Julio Pinto, com coordenação da Profa. Maria Nezilda Culti, oferecido na Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém, Pará.O Mini-curso abordou o marco regulatório do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e as principais dificuldades de execução dos Programas. O mini-curso teve como participantes: membros de associações e cooperativas de agricultores familiar, além de alunos dos cursos de tecnologia de alimentos do Instituto Federal Tecnológico do Pará (IFPA), campus castanhal, membros do Centro Colaborador de Alimentação Escolar da região Norte e do Ministério do Desenvolvimento Agrário. Os participantes contribuíram pontuando suas experiências com os temas abordados no curso.

O Minicurso abordou o marco
regulatório do Programa Nacional de
Alimentação Escolar (PNAE) e do Programa
de Aquisição de Alimentos (PAA) e as
principais dificuldades de execução dos
Programas. O minicurso teve como
participante membros de associações e
cooperativas de agricultores familiar, além
de alunos dos cursos de tecnologia de
alimentos do Instituto Federal Tecnológico
do Pará (IFPA), campus castanhal, membros
do Centro Colaborador de Alimentação
Escolar da região Norte e do Ministério do
Desenvolvimento Agrário. Os participantes
contribuíram pontuando suas experiências
com os temas abordados no cursos.

No dia  04/12/2014 houve também a participação da Profa. Coordenadora da Incubadora como Palestrante, no IV Seminário Desenvolvimento Territorial e Mercado Institucional de Alimentos no Baixo Tocantins, com o tema: “Desenvolvimento Territorial, Extensão Universitária Inovadora e Economia Solidária”, na Câmara Municipal de Barcarena, Município de Barcarena, Pará.

3ª CONAES - Conferência Nacional de Economia Solidária
18/09/2013

A Unitrabalho/UEM particpou da 3ª CONAES que ocorreu em Barsilia - DF, nos dias 27 a 30 de novmebro de 2014.

O evento teve como objetivo proporcionar uma participação ativa da sociedade nos debates sobre temas e questões relevantes que dizem respeito à sociedade, oferecendo subsídios para a formulação e avaliação de políticas públicas, nesse contexto uma política nacional de economia solidária, sendo que já foram realizadas outras duas conferências públicas as quais buscaram discutir sobre o tema.

Dia de Campo: "Produção e aplicação de caldas alternativas para controle de pragas e doenças de diversas culturas"
18/09/2013

 

Capacitação de integrantes da equipe da Unitrabalho através da participação do dia de campo de Caldas Alternativas, realizado no dia 20 de agosto de 2014 em Jandaia do Sul. O mini-curso foi ministrado pelo Rafael Caldas – Engenheiro Agrônomo.

O uso de Caldas é amplamente empregado na agricultura orgânica, porém, devido ao preparo incorreto, a não observação, correta dos processos de formação, e o uso sem orientações, podem contribuir com o insucesso da aplicação de caldas.

O objetivo deste dia de campo foi mostrar de forma prática como preparar corretamente caldas alternativas para controle de pragas e doenças de diversas culturas e como aplica-las.

II Encontro Nacional de Incubadoras e Programas/Projetos Universitários de apoio a Economia Solidária
18/09/2013

Foi realizado em Brasília, no Campus da Universidade de Brasília (UNB), nas dependências da  FINATEC, nos dias 17 a 19 de agosto de 2014, o II Encontro Nacional de Incubadoras e Programas/Projetos Universitários de apoio a Economia Solidária. O Evento visava reunir os coordenadores das Incubadoras de Empreendimentos Econômicos Solidários, distribuídas nas Universidades públicas por todos os Estados brasileiros que são financiados pelo Programa Nacional de Incubadoras Tecnológicas de Cooperativas Populares (PRONINC), regulamentado pelo Decreto Federal n. 7.357, de 17/11/2010. 

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) entre  as universidades brasileiras, possui uma das incubadoras mais antigas. O Núcleo/Incubadora Unitrabalho da UEM foi fundado em 1998 e está em funcionamento sob a Coordenação da Profa. Dra. Maria Nezilda Culti (Departamento de Economia), que participou do Evento e também de reuniões da Rede Unitrabalho, com a Diretoria Executiva e demais professores coordenadores de outras universidades que compõe a Rede. 

A Programação prévia, discussão do tema Economia Solidária no Brasil, fazendo um balanço e traçando perspectivas, o envolvimento das Universidades e dos Institutos Federais nesse tema, o PRONINC e o PROEXT em apoio à atuação das incubadoras, o PRONINC e a política de pesquisa e tecnologia social, bem como orientações de Diretoria do CNPq para a gestão dos projetos aprovados na última chamada pública em andamento e também, contribuição das incubadoras para a III Conferência Nacional de Economia Solidária. 

​Estiveram presentes o Prof. Paul Singer, Secretário Nacional de Economia Solidária e Secretários-Adjuntos da SENAES, Oswaldo Baptista D. Filho, Secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (MCTI) e outros colaboradores, Dilvo Ilvo Ristof, Diretoria de Políticas e Programas de Graduação (MEC), Prof. Eduardo V. Cunha (FORPROEXT), mais de 80 professores/pesquisadores e coordenadores de Incubadoras e projetos nas universidades e institutos federais que estão sendo financiado com recursos dos Ministérios do Trabalho e Emprego (MTE/Senaes), Ministério da Ciência e Tecnologia, via PRONINC/CNPq e Ministério da Educação, via MEC/PROEX.

Dia de Campo intitulado “COPAVI”
18/09/2013

Participação de integrantes da equipe da Unitrabalho no dia de campo na Coopavi. Foi realizado no dia 08 de agosto de 2014 em Paranacity-PR.

O dia de campo teve como objetivo mostrar os manejos utilizados na Cooperativa, tais como: Agroindústria, produção de Cana Orgânica e Leite a Pasto (PRV).

O Dia de Campo abordou os seguintes temas:

Palestra 01 : Agroindústria  - Jaques Pellenz e Caroline Salvadego Martins, Ricardo Silva – Acadêmicos UEM

Palestra 02 : Cana Orgânica - Allan Francisco Ferreira e Caio Cesar Rico Staackcs, Marla de Marchi - Acadêmicos UEM

Palestra 03 : Leite a Pasto- Daniela Bernadete Calza, Caio Vinícius Scarparo e Rafael de Canini, Rafael Rossi Sibut - Acadêmicos UEM

Unitrabalho participa do 32°Seminário de Extensão Universitária da Região Sul do Brasil (SEURS, 2014)
18/09/2013

 

APORTES TÉCNICO-METODOLÓGICOS PARA ATIVIDADE EXTENSIONISTA
NO MEIO RURAL
Área Temática: Cultura
Simara Márcia Marcato1 (Coordenadora da Ação de Extensão)
Aline Raquel Oliveira2
Caroline Salvadego Martins3
Juliana Paula Lozada Tenório4
Maria Aparecida Alves5
Maria das Graças Ramos6
Poliana Ferreira de Oliveira7
Stefany Ferreira Feniman8

Vários trabalhos de professores, técnicos e alunos que estão ligados a UNITRABALHO, foram selecionados para serem apresentados no 32 º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul (SEURS, 2014), na cidade de Curitiba- Paraná no período: 10 a 12 de setembro de 2014.

As apresentações escolhidas serão em forma de apresentações orais foram: 

- APORTES TÉCNICO-METODOLÓGICOS PARA ATIVIDADE EXTENSIONISTA NO MEIO RURAL

Área Temática: Cultura

Simara Márcia Marcato, Aline Raquel Oliveira, Caroline Salvadego Martins, Juliana Paula Lozada Tenório, Maria Aparecida Alves

Maria das Graças Ramos, Poliana Ferreira de Oliveira, Stefany Ferreira Feniman.

 

- FATORES PRODUTIVOS E DIFICULDADES RELACIONADOS A ATIVIDADE LEITEIRA EM PROPRIEDADES FAMILIARES DA REGIÃO NOROESTE DO PARANÁ

Área Temática: TECNOLOGIA E PRODUÇÃO

Osvaldo Hidalgo da Silva, Renata Cristiane Pereira,Mauricio Novak, Nathan Machado Cavalcante, Bruna Fernanda Negrelli da Silva, Arthur de Canini Cezar, Alexandre Florindo Alves.

 

- INCUBAÇÃO DE EMPREEENDIMENTOS ECONÔMICOS SOLIDÁRIOS (EES) FORMADOS POR CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS

Área temática: Trabalho 

William Antonio Borges, Amanda Dias Escarante, Maria Adélia Alves Sousa, Maria Clara Corrêa Tenório.

 

Reunião Técnica sobre Tecnologia para produção e manejo da propriedade leiteira em Itaguajé - PR
18/09/2013

Foi realizado no dia 25 do mês de junho de 2014 no Salão da Terceira Idade do município de Itaguajé- PR, uma reunião técnica com palestras informativas para apresentação de dados obtidos no projeto “"Alternativas de Organização Rural para Propriedades Leiteiras da Agricultura Familiar" afim de despertar o interesse dos produtores para melhoria das condições do trabalho e da produção de leite.

No evento estiveram presentes 37 produtores de leite, lideranças municipais, técnicos Emater, professores, acadêmicos da entidade e comunidade local.

Foram realizadas duas palestras e duas apresentações de resultados empíricos sobre realidade local. Ao término de cada palestra e apresentação foram feitos questionamentos e perguntas referente aos temas discutidos.

Os temas abordados pelos palestrantes foram:

1.                 Manejo de Pastagens: A escolha correta das espécies

 Prof. Gracielle Caroline Mari – Mestre em Forragicultura e Manejo de

Pastagens /Zootecnia UEM.

 

2.            Dimensionamento e custos da Irrigação em Pastagens

Heraldo Takao Hashiguti

Doutorando em Produção Vegetal /Agronomia UEM.

 

3.            Apresentação do levantamento de dados das propriedades leiteiras.

Equipe Unitrabalho / UEM

 

4.            Apresentação de propriedade leiteira com cultivo de Sorgo

Douglas Mochi Victor/ Emater

 

A Reunião Técnica apresentou bons resultados quanto ao número de produtores presentes assim como aos temas abordados, demonstrado dessa forma a importância de eventos que agregam conhecimento ao produtor de leite.

II Concurso de Receitas Culinárias do Campo
18/09/2013

O Concurso de Receitas Culinárias do Campo foi realizado no assentamento Novo horizonte no dia 25 de Junho de 2014.

Anteriormente ao dia do concurso foi realizada a divulgação do evento bem como a distribuição de convites para a participação, fora realizada pela equipe do projeto, que visitou os assentamentos, convidando os moradores de casa em casa.

O objetivo geral do evento foi promover o resgate da cultura alimentar e a identidade do homem do campo, através da proposta de um concurso de receitas, que avaliaria e premiaria, principalmente, pratos culinários que tivessem alguma relevância histórica para aquele que o produziu e para sua família. Além disso, buscou valorizar os alimentos produzidos na propriedade e no assentamento dos participantes.

 

13ª Jornada de Agroecologia
18/09/2013

Várias oficinas de técnicos e alunos que estão ligados a NÚCLEO/INCUBADORA UNITRABALHO, foram selecionadas para serem ministradas na 13ª Jornada de Agroecologia, na escola Milton Santos, Maringá-PR em 06 de junho de 2014. O evento ocorreu no período de 04 a 07 de junho de  2014.

As oficinas ministradas foram: 

-Bem estar animal e manejo de ordenha com produtos agroecológicos. Oficineiras: Luciane Kawashima Hisano, Bruna Fernanda Negrelli da Silva e Francilaine Eloise De Marchi.

- Adubos Verdes. Oficineiro: Arthur de Canini Cezar.

- Confecção de Produtos de Limpeza e Higiene. Oficineira: Gheysa Julio Pinto.

- Oficina Economia Solidária: desafios, avanços e perspectivas. Oficineiras: Maria Clara Côrrea Tenório e Fernanda Volpato Gasparello.

III Concurso de Receitas Culinárias do Campo
18/09/2013

O Concurso de Receitas Culinárias do Campo foi realizado no assentamento Norte Sul no dia 31 de Maio de 2014.

Anteriormente ao dia do concurso foi realizada a divulgação do evento bem como a distribuição de convites para a participação, fora realizada pela equipe do projeto, que visitou os assentamentos, convidando os moradores de casa em casa.

O objetivo geral do evento foi promover o resgate da cultura alimentar e a identidade do homem do campo, através da proposta de um concurso de receitas, que avaliaria e premiaria, principalmente, pratos culinários que tivessem alguma relevância histórica para aquele que o produziu e para sua família. Além disso, buscou valorizar os alimentos produzidos na propriedade e no assentamento dos participantes.

Dia de campo sobre produção de leite em Colorado - PR
18/09/2013

No dia 30 do mês de maio de 2014 ocorreu no sítio Bom Retiro, município de Colorado-PR, um dia de campo para apresentação de dados obtidos no projeto "Alternativas de Organização Rural para Propriedades Leiteiras da Agricultura Familiar" e palestras informativas. Na ocasião estiveram presentes 36 produtores de leite da região, lideranças municipais, técnicos Emater, professores e acadêmicos da Universidade.

As atividades técnicas e práticas do dia de campo foram divididas em três estações. Cada estação teve duração de trinta minutos sendo aberta para perguntas e questionamentos ao término de cada estação. Os seguintes temas foram abordados:

- Consequências de manejo inadequado na transição alimentar e ações adequadas para preveni-las e a Importância da transição alimentar do rebanho leiteiro. Zootecnistas, Murilo Carmo e Diogo Silva – Mestrandos em Forragicultura – Universidade Estadual de Maringá.

- Importância e avaliação do Escore da Condição Corporal de vacas Leiteiras. Zootecnista , Professora Doutora Priscilla Bustos Mac Lean.

- Resultados conquistados em propriedade leiteira Sítio Bom Sucesso e Apresentação de dados do projeto. Engenheiro Agrônomo, Técnico Emater , Colorado-PR. 

O Dia de Campo sobre a produção de leite realizado na cidade de Colorado-PR apresentou resultados satisfatórios quanto ao numero de produtores presente no evento bem como ao conhecimento adquirido e participação dos mesmos.

Oficinas de Panificação e Compotas
18/09/2013

Com o objetivo de  oferecer uma alternativa de inclusão produtiva para mulheres em situação de vulnerabilidade, incentivando as iniciativas econômicas de caráter individual ou coletiva, e visando favorecer o complemento da renda familiar e/ou o processo emancipatório das famílias,  A Incubadora Unitrabalho/UEM realizou um trabalho de acompanhamento técnico neste ano de 2014 ao projeto “Alimentando a Autonomia” no Abrigo Deus Cristo e Caridade em Maringá, realizando oficinas de organização social, qualificação técnica e a comercialização de produtos produzidos pela mulheres visando que as mesmas possam utilizar o empreendedorismo com o objetivo de contribuir para o complemento da renda familiar .  

Concurso de Receitas Culinárias do Campo
18/09/2013

O Concurso de Receitas Culinárias do Campo, foi realizado no assentamento Salete Strozak,  no dia 17 de Maio de 2014.

Anteriormente ao dia do concurso foi realizada a divulgação do evento bem como a distribuição de convites para a participação, fora realizada pela equipe do projeto, que visitou os assentamentos, convidando os moradores de casa em casa.

O objetivo geral do evento foi promover o resgate da cultura alimentar e a identidade do homem do campo, através da proposta de um concurso de receitas, que avaliaria e premiaria, principalmente, pratos culinários que tivessem alguma relevância histórica para aquele que o produziu e para sua família. Além disso, buscou valorizar os alimentos produzidos na propriedade e no assentamento dos participantes.

 

II Oficina de Artesanato
18/09/2013

Foi realizado no dia 09/04/2014 a Oficina de Artesanato organizada pela equipe do projeto “Resgate”, no assentamento Salete Strozak - foi ministrada pelas instrutoras de patchwork Vânia Maria Salvadego e de crochê pela Pámela C.S da Silva.

A oficina também contou com uma profissional de costura voluntária, pois os tecidos destinados a pano de prato vieram sem cortar, sendo assim ela cortou e fez as bainhas nos guardanapos.

O objetivo da oficina foi propiciar aprendizado e produção de técnicas relativas a artesanato de patchwork e crochê; a exposição de artesanatos produzidos pelas mulheres da comunidade, com a finalidade de agregar valor a estes, levantamento das potencialidades para produzir e comercializar estes produtos e de modo a incentivar a geração de uma nova fonte de renda.  

II Oficina de Compotas e Conservas
18/09/2013

Foi realizado no dia 01 de Abril de 2014 no assentamento Salete Strozak, localizado no município de Itaguajé/PR, a Oficina de “Compotas e Conservas”.

A oficina teve como objetivo conduzir uma roda de conversa sobre a temática, de modo que fosse possível promover um intercâmbio de informações entre os moradores do assentamento e os integrantes do projeto de extensão “Resgate”. Além disso, primou-se pelo levantamento de potencialidades relativas à produção e comercialização, a fim de incentivar a geração de novas fontes de renda.

Inicialmente, a equipe realizou uma introdução sobre o tema, falando sobre a história da conservação dos alimentos, tipos de conservação de alimentos existentes (caseira e industrial), vantagens e desvantagens de alimentos industrializados e artesanais, além de dicas para aquisição de alimentos em conservas e comercialização de produtos artesanais. Em seguida, abriu-se espaço para que todos os presentes se manifestassem a respeito do tema.

Na roda de conversa, foram levantadas receitas, modos de preparo, técnicas de higienização e esterilização e os meios pelos quais os participantes tiveram conhecimento sobre compotas e conservas. Também foram levantados quais alimentos eram produzidos em excedente, a fim de fornecer dicas de aproveitamento de alimentos e evitar o desperdício.

Alguns participantes levaram compotas e conservas prontas e explicaram como ocorre o preparo. Os participantes demonstraram grande interesse em aprender novas receitas e técnicas relativas à compota e conserva, ainda que, algumas das moradoras do assentamento já tenham participado de cursos específicos. Alguns dos participantes relataram que comercializam em pequena escala suas compotas e conservas, geralmente para vizinhos ou conhecidos, que elogiam e solicitam a comercialização. 

Oficina de Artesanato
18/09/2013

Foi realizado no dia 29/03/2014 a Oficina de Artesanato organizada pela equipe do projeto “Resgate”, no assentamento Norte e Sul e Novo Horizonte e ambos localizados no município de - Santo Inácio/Cafeara - foi ministrada pelas instrutoras de patchwork Vânia Maria Salvadego e de crochê pela Pámela C.S da Silva.

A oficina também contou com uma profissional de costura voluntária, pois os tecidos destinados a pano de prato vieram sem cortar, sendo assim ela cortou e fez as bainhas nos guardanapos.

O objetivo da oficina foi propiciar aprendizado e produção de técnicas relativas a artesanato de patchwork e crochê; a exposição de artesanatos produzidos pelas mulheres da comunidade, com a finalidade de agregar valor a estes, levantamento das potencialidades para produzir e comercializar estes produtos e de modo a incentivar a geração de uma nova fonte de renda.  

 

Oficina de Compotas e Conservas
18/09/2013

Foi realizado no dia 22 de Março de 2014 nos assentamentos Norte Sul e Novo Horizonte, localizados nos municípios de Santo Inácio/PR e Cafeara/PR, a Oficina de “Compotas e Conservas”.

A oficina teve como objetivo conduzir uma roda de conversa sobre a temática, de modo que fosse possível promover um intercâmbio de informações entre os moradores do assentamento e os integrantes do projeto de extensão “Resgate”. Além disso, primou-se pelo levantamento de potencialidades relativas à produção e comercialização, a fim de incentivar a geração de novas fontes de renda.

Inicialmente, a equipe realizou uma introdução sobre o tema, falando sobre a história da conservação dos alimentos, tipos de conservação de alimentos existentes (caseira e industrial), vantagens e desvantagens de alimentos industrializados e artesanais, além de dicas para aquisição de alimentos em conservas e comercialização de produtos artesanais. Em seguida, abriu-se espaço para que todos os presentes se manifestassem a respeito do tema.

Na roda de conversa, foram levantadas receitas, modos de preparo, técnicas de higienização e esterilização e os meios pelos quais os participantes tiveram conhecimento sobre compotas e conservas. Também foram levantados quais alimentos eram produzidos em excedente, a fim de fornecer dicas de aproveitamento de alimentos e evitar o desperdício.

Tanto a equipe quanto os participantes da oficina levaram compotas e conservas prontas, para ilustrar a fala sobre as mesmas. 

 

II Oficina de Economia Solidária e Segurança Alimentar e Nutricional
18/09/2013

Oficina de Economia Solidária e Segurança Alimentar e Nutricional

 A oficina foi realizada no dia 15 de fevereiro de 2014 nos assentamentos Norte Sul – Santo Inácio/PR - e Novo Horizonte – Santo Inácio e Cafeara/PR – no período matutino e vespertino, respectivamente. O objetivo desta oficina foi de apresentar informações pertinentes à Economia solidária; incentivar e promover a prática de empreendimentos econômicos solidários. E na parte da segurança alimentar e nutricional foi de promover a conscientização acerca da importância da agricultura familiar, em relação ao abastecimento de alimentos no Brasil, esperando assim, ressaltar o valor do trabalho rural. Visto que, a agricultura familiar é a grande responsável pela produção de alimentos voltada para o consumo interno.

A oficina foi ministrada pela equipe do projeto “Resgate”, sob forma de dinâmica grupal. Cada participante escolhia uma carta posta sobre a mesa e esta era explicada.

Os tópicos abordados foram:

- Economia solidária – definição, objetivos, desafios e princípios norteadores, tais como solidariedade, cooperativismo, autogestão, democracia, relação respeitosa com o meio ambiente, consumo consciente e qualidade de vida.

-Segurança Alimentar e Nutricional: definição, objetivos, desafios, políticas publicas,  programas PAA, PNAE, FOME ZERO etc.

 

Oficina de Economia Solidária e Segurança Alimentar e Nutricional
18/09/2013

Oficina de Economia Solidária e Segurança Alimentar e Nutricional

A oficina foi realizada no dia 16 de dezembro de 2013 no assentamento Salete Strozak, localizado no município de Itaguajé/PR. O objetivo desta oficina foi de apresentar informações pertinentes à Economia solidária; incentivar e promover a prática de empreendimentos econômicos solidários. E na parte da segurança alimentar e nutricional foi de promover a conscientização acerca da importância da agricultura familiar, em relação ao abastecimento de alimentos no Brasil, esperando assim, ressaltar o valor do trabalho rural. Visto que, a agricultura familiar é a grande responsável pela produção de alimentos voltada para o consumo interno.

A oficina foi ministrada pela equipe do projeto “Resgate”, sob forma de dinâmica grupal. Cada participante escolhia uma carta posta sobre a mesa e esta era explicada.

Os tópicos abordados foram:
- Economia solidária – definição, objetivos, desafios e princípios norteadores, tais como solidariedade, cooperativismo, autogestão, democracia, relação respeitosa com o meio ambiente, consumo consciente e qualidade de vida.
- Segurança Alimentar e Nutricional: definição, objetivos, desafios, políticas publicas,  programas PAA, PNAE, FOME ZERO etc.

Unitrabalho participa do 31°Seminário de Extensão Universitária da Região Sul do Brasil (SEURS, 2013)
18/09/2013

Vários trabalhos de professores, técnicos e alunos que estão ligados a UNITRABALHO, foram selecionados para serem apresentados no Seminário de Extensão Universitária da Região Sul do Brasil (SEURS, 2013), na cidade de Florianópolis em Santa Catarina. Período: 04 a 07 de agosto de 2013.

As apresentações escolhidas foram, mini curso: Aportes Técnico-metodológicos para atividade extensionista do meio rural.

Oficina de sabão: Confecção de produtos de higiene pessoal e de limpeza de maneira sustentável

Apresentações orais: Comércio justo como geração de renda para assentados da reforma agrária: feira permanente de produtos da agricultura; Implantação das tecnologias sociais: produção agroecológica integrada sustentável – PAIS (horta mandala), cisterna e fossa séptica biodigestora como meio de sustentabilidade para agricultura familiar; Desenvolvimento sustentável na produção de bovinos leiteiros da agricultura familiar rural do Paraná.

Rede unitrabalho Clique e acesse a rede que agrega várias universidades e
IES por todo o Brasil.
(44) 3011-3893
Facebook
(44) 3011-3893
Programa Multidisciplinar de Estudos e Pesquisa Sobre o Trabalho e Movimentos Sociais - Núcleo/Incubadora Unitrabalho
Av. Colombo, 5790 - Bloco A01 - Salas 06 e 08 - CEP 87020-900
Maringá - Pr
UEM